6 de setembro de 2009

Aprender, desaprender, reaprender…

42-20918033(Clica na imagem para saber sobre autor e origem!)

A 13ª Jornada Nacional de Literatura, de 26 a 30 de outubro de 2009,  em Passo Fundo, desenvolverá o tema "Arte e tecnologia: novas interfaces" (pena que não poderei participar desta vez!). A apresentação do evento, no site, tem a seguinte epígrafe:
"Os analfabetos no século XXI não serão os que não souberem ler ou escrever, mas os que não souberem aprender, desaprender e reaprender." Alvin Toffler
Aprender, desaprender e reaprender...  gosto dessas atitudes. Acho que é por esse caminho que a escola deve se direcionar, deixando a prioridade da cópia e da reprodução de conteúdos.

Por outro lado, essa frase, assim, meio descontextualizada, traz à tona um grave problema social que deve ser enfrentado, especialmente,  pelos países em desenvolvimento: o analfabetismo (é melhor dizer letramento!).

Ainda, no início do século XXI, há muita gente excluída do uso da palavra escrita. Que dirá das tecnologias...
Alfabetização, letramento... digital ou não... a escola deve chamar para si essa tarefa! E o Estado deve assumir a responsabilidade, implementando políticas públicas que atendam a essas demandas sociais...

De verdade: ando meio cansada de ouvir sobre o fracasso da escola no Brasil... que os alunos terminam o ensino médio e não saber ler nem escrever com adequação... e os pais culpam a escola e a escola culpa os pais e o Estado diz que os professores não querem saber de mais nada.... e os professores não se sentem valorizados e há os baixos salários e coisas assim...

Um rolo para que não vejo uma saída coletiva!

Há situações isoladas de professores e de escolas que desenvolvem projetos interessantes - aliás muito interessantes! - e que nos fazem ter disposição de seguir pensando que é possível a transformação - com ou sem tecnologias!

Basta dar uma olhada em revistas especializadas - Nova Escola e Carta na Escola,  por exemplo, duas a que tenho acesso: sempre trazem relatos de atividades muito legais! No Portal do Professor

Sem falar nos blogs_educativos que nos mostram trabalhos inovadores desenvolvidos por professores das redes de ensino.

Trabalhos meio de formiguinhas, mas,  juntos, já fazem um coletivinho... dão uma boa mexida nas estruturas mais conservadoras!

-------------------------------------------------------------------------------------------

Esse texto também está publicado  no Ufa! (de novo?!) – outro espaço que estou experimentando no Google Sites.

-----------------------------------------------------------------------------------------

A Lenira Barbosa Zandomenico, do blog Alfabetização em foco, generosa sempre, acrescentou
Realmente é esse o caminho, aprender, desaprender, reaprender, percebe-se a flexibilidade só no falar. A escola ainda trata todos os envolvidos como se errar não fizesse parte do processo de aprendizagem.

2 comentários:

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

Suely, bom dia. passei pelo blog para aquela espiadinha habitual e o título do post me chamou para a leitura. Como sempre, valeu demais a pena ler suas reflexões. Realmente é esse o caminho, aprender, desaprender, reaprender, percebe-se a flexibilidade só no falar. A escola ainda trata todos os envolvidos como se errar não fizesse parte do processo de aprendizagem. Mas acredito que caminhamos para derrubar esses paradigmas e vamos nos abrindo para novas formas de aprender. Adorei a postagem. Estou acompanhando sua caminhada lá no Ufa de novo, e só posso te parabenizar pelas aventuras e conquistas nessa rede. Pretendo seguir teu exemplo e criar coragem de andar por outros caminhos, conquistar outros espaços, afinal estamos aqui para aprender,...

Bjus..

Lenira.

Patrícia disse...

Suely!
Sou eu na foto sim, agora troquei, achei uma que eu gosto mais.

Aprender, desaprender, reaprender... lindo como tudo por aqui!

Beijos!