10 de agosto de 2013

"Sete camundongos cegos"


Como assim "Sete camundongos cegos"?

O título me perturbou! 

Muito mais do que uma história que ensina sobre as cores ou os dias da semana: uma bela metáfora sobre como pode acontecer a aprendizagem.

Nós, leitores, vemos desde o início que a "Coisa estranha perto da lagoa"  se trata de um elefante... 

Qual é a graça, então? 

Ah, ficamos com vontade de saber como os camundongos irão resolver a questão!

Passado o susto da descoberta (o medo do desconhecido), começam as investigações.

E cada um, ao se aproximar da Coisa,  "vê" algo diferente que o outro não percebera, compartilha a novidade com o grupo...   o que gera conflito...

Os camundongos refletem sobre cada resposta encontrada até chegar a uma conclusão e, juntos, vão confirmar a descoberta!

E o número de camundongos - sete - corrobora, pois é  
considerado um número mágico. É um número místico por excelência. Indica o processo de passagem do conhecido para o desconhecido (para saber mais).
Na quarta capa, a informação de que a história contada por Ed Young, baseia-se na fábula "Os cegos e o elefante" (aqui o texto de Malba Tahan).

E o melhor de tudo: 
Esta obra faz parte do acervo formado por vários títulos distribuídos às escolas públicas pelo Ministério da Educação por meio do Programa Nacional do Livro Didático para Alfabetização na Idade Certa. (Basta clicar aqui para ter acesso aos catálogos com os títulos que estão nas escolas!)


3 comentários:

Isadora Paiva Espinosa disse...

Deve ser lindo mesmo esse livro... Fiquei com vontade de ler todo. :)

Suely Aymone disse...

É bacana mesmo, Isa!
O exemplar a que tive acesso é de uma das caixas do acervo complementar do Pacto!
Acho isso o máximo: cada obra melhor do que a outra e disponível para @s profes e @s alun@s!!!
Beijos!

Laura Danielle Meyer Aguirre disse...

Eu também andei explorando as obras do Acervo Complementar do Pacto, cada obra mais linda, aproveitar minha turminha de 1° ano e usar e abusar da Literatura Infantil! *-*