2 de agosto de 2013

Vamos ser madrinhas e padrinhos de leitura!



A leitura em voz alta, feita pelo professor, para seus alunos, tem um enorme potencial educativo: permite que as crianças conheçam (ou reencontrem) obras e autores, se encantando, com isso, pelas maravilhas da literatura; apresenta a elas algumas das razões que levam os leitores adultos a ler, ajudando-as na identificação de seus próprios motivos para buscar essa atividade; permite que, no momento da leitura, a sala toda esteja unida em torno das emoções e do prazer que essa leitura desencadeia - como uma verdadeira comunidade de leitores - e que, depois, dela, todos possam trocar ideias e discutir as impressões que tiveram, seus personagens preferidos, os momentos de medo ou suspense, outros finais possíveis etc., conhecendo o ponto de vista de outros leitores sobre a leitura realizada e com isso aprofundando sua compreensão, aprendendo a apreciar outras opiniões e também a fundamentar melhor as suas (Primeiras leituras de Monteiro Lobato - sequência didática, publicada na Revista Nova Escola).
Estou participando das formações do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa.

Tá certo, não atuo nos anos iniciais, mas no Ensino Médio - Curso Normal (que forma professores para trabalhar com as crianças). Por isso, meu interesse: é óbvio, parece.

E os encontros têm sido muito proveitosos, porque me permitem, a partir do referencial teórico, a reflexão sobre minhas práticas, sempre necessária! 

Também, porque estou no meio de muitas colegas que vivem o dia a dia nos anos iniciais. E como aprendo com elas...

Uma das ideias, entre tantas relatadas no coletivo - pena que eu não lembro de que escola... prometo perguntar no nosso próximo encontro e trazer pra cá! -, me deixou com uma vontade... padrinhos de leitura...

As crianças do 4º ou 5º ano se tornam madrinhas  de leitura das menores! Lindo!

Pois é, inspirada nessa prática, as alunas (e o aluno!) do 3º ano do Curso Normal serão madrinhas (e padrinho!) de leitura das crianças do Curso de Aplicação do Elisa!

Será um tempo de leitura deleite, que, segundo o Caderno de Formação de Professores,
é sempre de prazer e reflexão sobre o que é lido, sem se preocupar com a questão formal da leitura. É ler para se divertir, sentir prazer, para refletir sobre a vida. Tal prática, no entanto, não exclui as situações em que se conversa sobre os textos, pois esse momento também é de prazer, além de ser de ampliação de saberes.
O projeto poderá ser lido aqui (está em construção)!

*** *** *** *** ***

Atualização em 17/08/13

* Como havia prometido: a ideia dos padrinhos de leitura foi compartilhada pela professora Ângela Martins Rodrigues, do Instituto Estadual Romaguera Correa, de Uruguaiana - RS.  :-)


3 comentários:

Isadora Paiva Espinosa disse...

Adorei a matéria! Com certeza, sejamos madrinhas e padrinhos da leitura, as crianças adoram.

Suely Aymone disse...

Isa!

Esse projeto está começando hoje, dia 05/07, com as meninas e o Luizinho, no Curso de Aplicação!!!
Tomara que dê tudo certo, que @s alun@s e as crianças vivenciem bons momentos recheados d literatura!!!

Acho uma bela ideia, também!!
Beijos!

Isadora Paiva Espinosa disse...

Muito sucesso a ele e elas, que dê tudo certo, estou torcendo por vocês. ;)