11 de maio de 2009

Ah, ausência… ah, leituras… ah, descobertas…



(Clica na imagem para saber sobre o autor e a origem!)

- Mãe, eu fiz um post como se estivesse falando com meu blog no msn… o que tu achas?

Fiquei encantada com a proposta do Tomás, no Blog do Tomate:

- Lembra que eu deixei de fazer posts em ti, Blog?!

- Claro, fiquei bem vazio!!

- Pois é que eu tava descobrindo coisas novas!!!!!

- Ah, é?! conta, conta, conta, conta!!!!!!!!

- Fiz isso:
(se clicares aqui, vais descobrir o que ele fez!)

Eu também andei ausente do Ufa!

Deixei o Ufa! bem vazio!!!

Também tava descobrindo coisas novas!!!

… que aos poucos irei partilhando…

… pois o Curso Normal em Nível Médio tem me obrigado a novos olhares sobre algumas práticas…

Como encaminhar a produção textual nos anos iniciais do ensino fundamental?

Como “corrigir” os textos das crianças?

Um dos referenciais teóricos que está nos ajudando: Produção de texto: escrever de verdade, reportagem da Revista Nova Escola, na edição de jan/fev de 2009, também disponível aqui (primeira de uma série de matérias publicadas ao longo do ano).

Interessante, e urgente, abordagem sobre a função social da leitura e da escrita.

Produzir textos é um processo que envolve diferentes etapas: planejar, escrever, revisar e re-escrever. Esses comportamentos escritores são os conteúdos fundamentais da produção escrita.

Quer dizer, para que esses comportamentos escritores se efetivem, temos que exercitar a escrita de verdade e não apenas aquela para cumprir uma tarefa escolar.

Temos, também, que desenvolver os comportamentos leitores: ler os textos que circulam socialmente, ler o que escrevemos, para qualificar.

Essas práticas permeiam as aulas no ensino médio… mas com as crianças de seis, sete anos? o que fazer? como fazer?

“Em qualquer série, como na vida, produzir um texto é resolver um problema”, ensina Telma Ferraz Leal.

E como estou cansada de ouvir sobre as dificuldades d@s alun@s - não compreendem o que leem e não escrevem com qualidade, reveladas nos exames nacionais de avaliação! e no cotidiano das salas de aula!

… está lançado o desafio!

Com tanta pesquisa na área da linguagem, da linguística, da leitura, por que ainda esses resultados desastrosos?

6 comentários:

Anônimo disse...

e tenha certeza q é um vazio cujo preenchimento é muito aguardado!

Belo desafio!

Alcir

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

Olá Suely! Pode ter certeza que sem suas postagens fica faltando algo nessa rede.
Muito interessante sua abordagem sua a escrita. Acredito que a vida de professor é sempre esse processo, descobertas/conflitos, conflitos/indagações, indagações/descobertas e assim caminhamos.
Os conflitos sobre as dificuldades percebidas na aprendizagem da escrita me levaram a trabalhar com meus alunos o Caderno de Registros,
é uma espécie de diário de bordo. Sempre que desenvolvemos um projeto ou temos algum motivo especial os alunos o relatam no caderno de registros. Acredito que o caminho é desenvolver o hábito de escrever. Percebi assim um caminho para trabalhar a escrita e a leitura, já que eles adoram ler seus registros para os colegas. Não estou ainda, me preocupando com a correção da ortografia, procuro fazer algumas ressalvas quanto a coesão e coerência, repetição de palavras, e deixo que os colegas também façam suas colocações. Foram realizados vários registros no primeiro bimestre e é a partir deles que vou percebendo onde intervir para melhorar a qualidade das produções. O objetivo principal é despertar nos alunos o gosto pela
escrita e já estou feliz com os resultados.

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

Bjus...

Lenira

(Só completando o post acima.)

Patrícia disse...

Suely!

Muitas vezes, me pergunto sobre isso, aliás, agora, fazendo meu estágio no Ensino Fundamental, tenho me perguntado muitas coisas quando me deparo com certas situações. Aos poucos, estou descobrindo como contornar algumas delas, mas contornar é tão vago, me dá impressão de insuficiência. Continuo buscando respostas!

Beijos!

Profe Suely disse...

Oi, Lenira!

Também penso que desde sempre devemos usar a escrita como prática social. Assim como fazes com teus(tuas) alun@s! Nesses Cadernos estão os registros do que é significativo para eles(elas)... uma beleza!!! Só fico imaginando os escritos e as conversas sobre os escritos!!! Também acho que as intervenções d@ professor(a) não devem se restringir à correção da grafia ou de algum aspecto gramatical... devemos refletir sobre as ideias que os textos veiculam, afinal é pra isso que os escrevemos, né??!!
Recebo muit@s alun@s, no ensino médio, que têm medo de escrever, pois "erram" muito!!! E os erros, para eles(as), são os de grafia apenas!!! E são encarados como fracassos...
Dá um trabalho reverter tudo isso... Às vezes, a gente consegue!!!
Tenho usado portfólios para guardar os escritos d@s alun@s... eles(as) estão gostando... cada um(a) qualifica do seu jeito...

Obrigada pela tua generosidade em partilhar tuas práticas sempre inspiradoras!!!!

Abraços!!!

( BILIE Jr ) disse...

Suely,como aluno concordo as dúvidas são um grande desafio,mas bem se sabe que desafios como esses não serão problema com pessoas que usam metodologias superior como você.
Simples e visando o aperfeisoamento do aluno,sabemos que hipocresia e falso moralismo não funcionam.
Parabéns.