4 de agosto de 2009

Radioamador, carta, telefone, email, twitter…

FELIZ CONEXÃO Uma cena que povoou minha infância: nas noite frias, o aroma do chá de cidró do meu pai, as vozes entrecortadas dos tios,  saídas de um  rádio do tamanho de um armário, instalado na velha copa da casa da estância, minha irmã e eu brincando e ouvindo as conversas que nos colocavam no mundo. Invariavelmente às oito da noite, havia o que chamávamos de rodada: cada tio, em sua fazenda, dava as notícias do dia!
 
Em 1979 (!), quando fui estudar  a  seiscentos e cinquenta quilômetros da casa de meus pais, aos 17 anos, o telefone fixo era um luxo que minha família (de classe média) não tinha! Nos comunicávamos, escassamente, por cartas!
 
Talvez, essa falta de prática da comunicação instantânea tenha me afastado de telefones, por exemplo.
 
… ou talvez não tenha muito o que dizer…
 
Contrariando minhas  relações com telefones, e mais voltada para o aspecto pedagógico, criei o Ufa!  - que já sobrevive heroicamente por sete meses!
 
Também, uso, moderadamente, meus dois (!)  emails – certo, não sou muito adepta de enviar slides com mensagens ou correntes ameaçadoras para ninguém… mas leio tudo o que recebo e, quando necessário, respondo! Ah, tem o msn…
 
… e me inscrevi em  grupos de discussão – sei que sou bastante silenciosa, leio, leio, leio… de vez em quando, faço alguma intervenção… mas estou na roda! O pessoal é muito rápido, às vezes não consigo acompanhá-lo!
 
O que vale nessas minhas andanças pela web é a aprendizagem…
 
E para aprender, resolvi tuitar!
 
Só que mais uma vez me sinto meio fora d’água: what are you doing? Como assim? Fico meio sem assunto*…
 
Mas estou achando interessantes os meus avanços: qualquer dia viro blogueira de verdade, tuiteira de verdade,  orkuteira de verdade… usando esses espaços para interagir com meus alunos e minhas alunas, ampliando nossos diálogos!
 

----------------------------------------------------------------------------------------------

* Li o texto O que é Twitter?, da Raquel Camargo, que me ajudou a encontrar uma resposta!

Aliás o blog Twitter Brasil é uma ótima referência para @s tuiteir@s!

8 comentários:

Tati Martins disse...

Suely!
Adorei este seu post. Veja que sensacional a evolução dos tempos e a nossa adaptação a ele. Também tenho aprendido dia a dia com isso tudo aqui.
Sabe uma coisa que é bacana no twitter? Vc destacar ideias ou informações que te chamam atenção na leitura diária do jornal; ou ainda os posts que vc leu nos blogs e que devem ser repassados. São tantas coisas...
Eu volta e meia twitto tb.
Um beijinho!

Elaine dos Santos disse...

Oi, Suely! Ameeei o post e me vi, criança, a mãe preparando o almoço e ouvindo músicas de bandinhas germânicas, a emissora de rádio era de uma cidade distante...tanto tempo!
Eu sou meio fanática por internet, mas não gosto, por exemplo, do telefone. Sei lá, tenho sempre a sensação que incomodarei a pessoa que está do outro lado. Opto, via de regra, pelo email.
E já adotei a praxe dos meus ex-alunos do ensino médio. Acordo, ligo o computador, vou ao banheiro, volto, abro MSN, email, orkut, twitter, leio tudo e depois tomo café. Nos tempos em que lecionava na faculdade, chamavam-me "rato de internet"...não quero ficar para trás, a "gurizada" nos atropela...mas é preciso ir devagar, acostumar-se...aos poucos, tu "descobres" as maravilhas do twitter...tu verás. abração e obrigada pelas boas lembranças :)

Edimar Suely disse...

Oração da amizade...

Jesus, obrigada por tudo com o que o Senhor
me presenteou até agora.
Obrigada pela saúde que não me faltou,pela minha família, pela minha casa,
pelo alimento que nela entrou, pelo trabalho.
Obrigada por tudo o que me deu com amor,como ensinamento.

Ah Senhor....
Quero agradecer especialmente por um ser humano que cruzou o meu caminho.
Este ser humano Jesus,
Tornou-se um grande e eterno amigo...
Uma pessoa que já é tão especial pra mim...
Peço Senhor que ilumine todos os seus passos
e o guarde de todo mal.
Traga sua família sempre unida...
abençoando cada membro dela.
Quero agradecer-lhe Jesus, de todo coração,
Pois entre tudo que ganhei,
Este foi o maior e melhor presente.

Ahh, esqueci de dizer:
A pessoa a quem me refiro é a mesma que está acabando de ler essa mensagem."
Amém...

Smack!
Edimar Suely
jesusminharocha2.zip.net

Patrícia disse...

Suely, querida!
Sabe que muitas vezes me pego pensando que "no meu tempo" e, nossa, quando a gente começa a dizer isso é que para pra pensar, não que a idade está chegando, idade pra mim é psicológico, mas em como o tempo passou, as coisas mudaram, avançaram. E que bom que é assim, né? Principalmente se tratando de educação, isso nos ajuda cada vez mais! Falando em educação, tenho um convite, estou começando a organizar um tipo de oficina de blogs na faculdade, ainda não saiu do papel, mas se realmente se concretizar, gostarias de pelestrar?
Abraços!

Patrícia disse...

Digo... palestrar

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

spaOlá amiga! A gente volta mesmo no tempo lendo esse post. Também cresci ouvindo as notícias pelo rádio e fico pensando como o que ouvíamos era significativo. Será que é pelo fato de naquela época o visual ser pouco utilizado? Hoje eu não consigo só ouvir, não aprendo muito só ouvindo. Tem que ter leitura, imagens para processar as informações. Outro dia participei de uma aula onde o professor falou por duas, no início até que a atenção foi total, mas depois de um tempo se tornou enfadonho. Quando partimos para a leitura e exposição de idéias todos se ligaram muito mais.
Quanto ao twitter confesso que ainda não me adaptei a esta ferramenta, mais por falta de tentativas. Agora o msn não consigo mesmo, não me adapto a rapidez monossilábica da linguagem usada pela maioria dos meus colegas adicionados. Já o orkut eu uso mais e até gosto muito.
Essa rede ainda um mundo ainda a ser descoberto. E assim vamos caminhando e aprendendo em parceria.

Bjus...

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

O comentário acima é da Lenira... só pra complementar.

bjus..

Lenira

MoizaCARTUNS disse...

Pois é... e vc não está sozinha! Com certeza, não! Saudades dos tempos das cartas; mas não tenho como reclamar dos e-mails, que permitem uma interação mto mais rápida com as pessoas. Pena, porém, que as pessoas estão se contentando com as interações à distância e deixando de lado o velho "bate papo".

Ainda não Twitto... mas tento blogar e orkutar :D

Abraços o/