23 de janeiro de 2010

Ufa! usei blogs com @s alun@s…


blog-300x222

     Como professora de língua portuguesa, sempre busquei alternativas para tornar menos artificiais as práticas de escrita d@s alun@s... e o blog como suporte de texto, com possibilidade de leitores reais, de interação, caiu como uma luva!

     Virei blogueira para aprender... me descobri autora... com algumas coisas para dizer...

     Até me atrevi em alguns projetos com @s alun@s do curso normal em nível médio e aproveitamento de estudos!

     Pensei: finalmente, uma combinação perfeita: o curso normal (em que se formam de professores(as)!). Uma professora quase digital (segundo este texto do Prof. José Carlos): eu. Alun@s, futur@s professores (as)… jovens, com acesso à Internet. Uma escola com boa infraestrutura - laboratório de informática e…

     Só que fui com muita sede ao pote – propus aos alunos e às alunas do primeiro ano, logo de cara, a criação de um blog – Espichando a conversa… – apostando que teria o laboratório disponível na escola nos primeiros dias de aula (era a promessa…), isso só aconteceu em agosto!.

     A proposta era/é legal… está lá na descrição do blog:

A ideia é que as conversas da sala de aula se espiiiiiiichem aqui... e que mais gente apareça... trazendo novos olhares... Por isso, entra na conversa! Fica à vontade! Este espaço é nosso!

     Os combinados: além dos comentários (de que a maioria participou bem), deveriam publicar os próprios textos. Primeiro, me enviavam por email e eu postava. Depois, cada um(a) passou a ter um gmail e a postar diretamente no blog. Aí, veio um período meio complicado: bateu insegurança: o receio de publicar os textos: Ah! têm muitos erros! ou Não sei escrever…

     Algumas questões…

  Uma: o projeto só andou melhor no segundo semestre, quando conseguimos (ufa!) ter aulas no laboratório. Pois é, muit@s alun@s não possuiam computador em casa. 

    Erro meu: como vinha de uma escola de periferia, achei que, numa do “ centro”, seria diferente… E, aqui, também, entra o papel social da escola - fundamental para a inclusão digital. 

     Outra: é essencial o resgate do valor social da escrita...

     Quando chegam ao ensino médio, @s alun@s (da periferia, do “centro”…) trazem uma história de escrita apenas para @ professor(a) ler e corrigir. E a maioria d@s professores(as), ainda, são caçadores (as) de erros, não têm a postura de leitores (as) dos textos d@s alun@s... interessa-lhes menos as ideias e mais os erros... E erros vistos como fracassos, não como construções...

     Aos poucos, ao verem os textos publicados, a gurizada foi/vai descobrindo a autoria.

    Mais outra: meus (minhas) colegas acharam interessante a proposta, diferente, e tal e coisa… mas não manifestaram vontade de participar… Sabe como é, não tenho tempo… não sei como fazer…

     Me senti/sinto meio E.T. Como assim tecnologias na educação?? Como assim publicar? Construir conhecimento? De forma colaborativa?

     É, a web, ainda, serve, apenas, para pesquisa… de preferência no bom estilo Ctrl C + Ctrl V!

     Sem dúvidas, usar as tecnologias na educação exige que professores(as) e alun@s se movimentem, que saiam dos lugares cômodos de “lecionadores” e de recebedores de conteúdos.

     Isso, ainda, pouc@s estão dispost@s a fazer! Infelizmente!

4 comentários:

Silvana Nunes .'. disse...

Excelente t5exto. Parabéns, cara colega de profissão.
Que os bons ventos soprem a favor da educação neste ano de 2010.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... aproveita a visita para desejar um bom final de semana.
Saudações Florestais !

José Carlos Antonio disse...

Olá Suely,

Excelente sua postagem! É isso mesmo o que verificamos "na prática": as TICs, por si só, não mudam significativamente a aprendizagem. Porém, como você mesma notou e descreveu, elas nos forçam a mudar a forma de ensino e levam o aluno a mudar a forma de aprendizagem. É nessas mudanças que está o ganho do uso pedagógico das TICs.

Me parece que você está no caminho certo e já é sim uma Professora Digital. :)

Dê uma olhada em outro artigo no meu blog intitulado "O mito do aluno digital". Talvez você reconheça lá, no texto, um pouco dessa realidade que descreveu tão bem nesse post.

Abraço,
JC

Patrícia disse...

Maravilhosas palavras, Suely! É ótimo passar por aqui e aprender contigo!

Abraços!

José Antonio Klaes Roig disse...

Oi, Suely, como vai amiga? Concordo contigo. òtima postagem, belas palavras.
Aproveito pra dizer que pretendo colocar no Educa Tube uma psotagem sobre jovens blogueiros, filhos de blogueiros. E encontrei o blog do Toamte, teu guri, e vou indicar juntos a outros filhos de blogueiros, lá no Educa Tube, qdo estiver pronta, mando link.
Um abraço,