5 de setembro de 2010

De minhocas e TCC (1)

gummi-vermes_~1803953 

     Via Buzz, o Sérgio Lima,  a Suzana Gutierrez e a Lilian Starobinas, generosamente, trazem algumas minhocas para dar vida  ao  meu TCC em início de gestação…

     Resolvi escrever aqui  o que vou pensando a partir das provocações que me fizeram… pois é, o texto ficou longo…

:: :: :: :: :: :: :: :: :: :: ::

     Quando li, no texto da Suzana, sobre a necessidade de construir uma presença online, me senti contemplada. Foi um pouco o que aconteceu/acontece comigo.

     Nas duas formações de que participei/participo - ProInfo Integrado e especialização, vivenciei o que a Suzana diz aqui:

Algumas formações, apesar de trabalharem com diferentes tipos de tecnologia, exploram pouco o potencial de formação de rede e mantém o mesmo tipo de relação da sala de aula tradicional, na qual a formação de rede também não é muito explorada. A comunicação e as experiências compartilhadas ficam em grande parte apenas entre professor e aluno.

(...) isso acontece quase sempre porque a rede formada (?) se restringe ao curso e seus participantes e se encerra no final das aulas.

     Principalmente, o curso de especialização me dava uma baita expectativa: agora, sim, vou realizar trabalhos colaborativos online... Que nada!

     Mas, sem “querer”, movida pela curiosidade, mais por sorte do que por juízo, fui construindo, aos poucos (desde 2008, sou uma neófita nos meios digitais!) uma rede – no blog, na lista de discussão – em que me senti acolhida, com que aprendo muito!

     Isso contribuiu/contribui para que eu esboçasse um processo de

apropriação (internalização?)  autônoma, fundamentada na consciência e compreensão das TIC e da realidade social na qual elas se inserem (...). O processo de apropriação das TIC é alterado quando o professor começa a participar de redes sociais online. Em especial quando estas redes são públicas e redes de professores.

     A minha intenção é partilhar isso com @s alun@s do Curso  Normal médio! Instigá-l@s a aprender e a ensinar de maneira colaborativa, em rede (online e presencialmente). Ou pelos menos, problematizar o modelo de aula centrado no professor e que é reproduzido quando se propõem atividades usando o computador.

     A fim de que essas meninas e esses meninos, no papel de alun@s (atualmente) e, depois, de professores (as), possam experimentar uma aprendizagem (mediada pelo computador ou não) menos instrucionista, com mais autoria, mais criatividade, mais criticidade. E, a partir dessa vivência, desenvolvam projetos com seus alunos em que a construção de redes esteja presente.

     Pois, acredito que

  • se não sou leitor, como vou formar leitores?
  • se não sou escritor (não me relaciono, minimamente, com os textos escritos) como vou formar produtores de texto?

     Da mesma forma, em relação ao que a web nos possibilita!

     E , acho, aqui entra o aprender fazendo:

  • não é preciso, primeiro, aprender a falar para depois falar;
  • não é preciso aprender a ler, primeiro, para depois ler;
  • não é preciso aprender a escrever para depois escrever;
  • não é preciso aprender a participar de uma rede mediada pela web, para depois participar.

     Então, me proponho a pensar em como  construir essa rede mediada pelas ferramentas¹ que a web¹  nos oferece. É possível?

     Uma micro experiência contra-hegemônica!

:: :: :: :: :: :: :: :: :: :: ::

1. Suzana, daqui a pouco escrevo sobre o tema de casa: ferramentas e web 2.0!

3 comentários:

Marli disse...

Suely!

parabénms pela escolha na investigação. Muito pertinente, especialmente pelo público alvo ser as normalistas. Acho que é na formação de professores que tem que se investir, porque muitos dos colegas já formados tem mais dificuldade de largar alguns paradigmas, se bem que isso não é regra geral e nós somos prova disso. Bom trabalho! BJ!

Sérgio F. Lima disse...

Opa Sueli,

Além da sua reflexão em si, a forma aberta com que você partilha sua reflexão(acadêmica) já é, também, um avanço.

Sucesso no seu TCC e que ele possa impactar na usa sala de aula e na vida das suas alunas(futuras professoras).

abs

Josete disse...

Oi Suely!
Passei para agradecer a visita e especialmente, lhe cumprimentar pela ótima reflexão sobre o funcionamento das redes e os trabalhos online. Adorei! Sempre que der voltarei para me enriquecer com seus depoimentos. Bjs,
Josete