7 de novembro de 2010

Algumas alegrias!

BonecasPalitos(83)          Depois de mês e meio longe, retomo o Ufa! e já vou dizendo algumas alegrias.

          Uma, pessoal: enviei o TCC; agora, só falta a apresentação…

          Outra, coletiva: como é bom ter Dilma Presidenta!

          E sobre esse assunto me dirijo, especialmente, a uma querida aluna que se diz de luto por causa da eleição!

          É uma pena que, num momento tão importante na história do país, tenhas esse sentimento.

          Quando os jovens como tu, que moram em Uruguaiana, e vêm das classes populares, têm a alternativa de estudar numa Universidade Pública – Unipampa. Sem falar no ENEM e no ProUni e no Sisu. Dá para sonhar com uma graduação! Ou  com um curso técnico – tem dois em implantação na cidade – Edificações, no Elisa e Logística, no Uruguaiana, além do  Curso Normal!

          Quando, aos que   frequentam o ensino médio, é facilitado o acesso a livros didáticos e a obras literárias, à internet e à merenda de qualidade.

            As crianças do ensino fundamental, também, têm garantidos esses direitos. Como professora dos anos iniciais e da educação infantil deves ter percebido, durante teus estágios, a qualidade da merenda e do material pedagógico.

Só para falar em questões que estão  no nosso dia a dia na escola pública.

          Além disso, por que conheces a periferia da cidade, sabes o quanto é importante o Bolsa Família para que as pessoas possam se organizar melhor… e garantir as crianças na escola.

           Em contrapartida, por viver nos últimos quatro anos do RS, pudemos assistir ao  encerramento de cursos da UERGS, à enturmação, ao fechamento de turmas e de escolas, à ausência de concurso público para o magistério estadual, à falta de professores e de pessoal nos setores  – alguns só chegaram no segundo semestre! à negação do piso nacional…

           Eu sei que a gente vive numa cidade bastante conservadora, basta dar uma olhada na história da fundação do município – uma cidade farroupilha! - e fica difícil ir contra o pensamento hegemônico. Mas acho que um dos papéis fundamentais de educadores – e tu já és uma! – é problematizar alguns aspectos da realidade, especialmente, a desigualdade social: a quem interessa? por quê? contra quê?

            Nós que somos trabalhadores assalariados, funcionários públicos, que lidamos com educação de crianças e jovens na rede pública, que vivenciamos a desigualdade no dia a dia das salas de aula, como pensar do mesmo jeito que os que  sempre foram contra os avanços das políticas públicas?

           Claro que respeito teu posicionamento: defendo a pluralidade de ideias, o contraditório, mas não aceito  teu sentimento. Luto implica perda; tá bem teu candidato não foi eleito…  mas, por que vivemos uma democracia, te convido com alegria: vem fazer uma oposição respeitosa como merece um governo eleito por (quase) 56 milhões  de brasileir@s!

7 comentários:

Anônimo disse...

Su, adorei tua postagem.
Se possível me envia informações sobre o curso de edificações?
Manda para o meu email se puderes ok?
a.cribeiro@yahoo.com.br
Como sempre tu proporcionas uma leitura agradável.
Grande beijo...saudade

prof adri disse...

Su, adorei tua postagem.
Se possível me envia informações sobre o curso de edificações?
Manda para o meu email se puderes ok?
a.cribeiro@yahoo.com.br
Como sempre tu proporcionas uma leitura agradável.
Grande beijo...saudade

Marli disse...

Parabéns pelo TCC. Sei que é um enorme alívio quando está entregue. Com certeza foi um ótimo trabalho. Quanto ã eleição compactuo de tuas ideias e como educadores temos que ter uma visao clara de quem promove mais cidadania para todos. Abração!

Miriam disse...

Olá, Sueli. Também enfrento ideias contrárias na política, mas tento mostrar aos meus alunos o que eles ganharam de direitos e nem percebem.
Beijos, Miriam

Suely Aymone disse...

Oi, Marli!

Enviar o TCC deu a sensação de missão cumprida!

Agora, é a apresentação...

Obrigada pela força!

Abraços!

Suely Aymone disse...

Oi, Miriam!

Tem muita gente que pensa que o professor não pode se manifestar sobre as questões políticas e partidárias e de projetos públicos!
Resquícios da ditadura!

Abraços!

Suely Aymone disse...

Oi, Adri!

Te enviei email sobre o curso!

Obrigada pelo carinho! Aparece sempre!!

Abraços!